domingo, 20 de novembro de 2016

Saudade de um tempo que não aconteceu antes.



Tenho lido muito sobre as ocupações de espaços públicos, mais especificamente, escolas secundárias, técnicas e superiores e vejo opiniões contra e a favor. Em um estado democrático de direito e de fato é normal as divergências e até salutar.
Porém, não estamos vivenciando um estado de direito e nem de fato, estamos em pleno estado de exceção, onde o judiciário, não aceita julgar o mérito de um golpe de estado camuflado por um suposto respeito às leis e ao famoso rito. Portanto, o stf sai um "anão" dessa história. Para completar, o stf se curvou diante de um juiz justiceiro e acima das leis e da constituição.
Policiais e procuradores se unem a este juiz para burlar as leis e princípios constitucionais que deixaram de existir pelo instinto de justiceiros, de capitães do mato para, aproveitando das circunstâncias, fazerem justiça com as próprias mãos, ou talvez, se vingar de seus desafetos.
Quero parabenizar e demonstrar um grande orgulho destes grandes cidadãos, os jovens que estão ocupando os espaços públicos e lutando contra a barbarie instituída por uma elite retrógrada, por políticos que são seus serviçais e por um judiciário acovardado. E que estes jovens sirvam de lição para muitos professores com"p" minúsculo que estão contra eles próprios e defendendo os interesses dos que sempre os exploraram.
Como escreveu um Juiz francês, Etiene De La Boetie, em seu livro O Medo da Liberdade e A Servidão Voluntária. Estes que estão contra as ocupações e a luta para que este país seja realmente do seu povo, são os serviçais voluntários.
Por isso, sinto saudade de um tempo que não aconteceu antes, pois, se tivéssemos feito o que estes jovens estão fazendo hoje, eles e nós poderíamos estar desfrutando de uma país mais justo e que os funcionários do estado e, portanto do povo, como juízes, políticos, policiais entre tantos, fossem verdadeiros servidores públicos e não defensores de castas e contribuindo para o acirramento da divisão do povo e do preconceito de classes.



Minha singela homenagem a estes guerreiros da Democracia, aos jovens que estão dando lições a muitos "mestres".

video